Danças dramáticas; Ciclo Natalino (Natividade)

 

Folguedo natalino em que grupos cantam e dançam, em geral, na véspera do Dia de Reis. De origem ibérica, chegou ao Brasil durante o período colonial e apresenta versões variadas em todo o país. Começa com o deslocamento do grupo para um local previamente determinado, onde é cantado “O Bendito”, em louvor a Deus, para que a brincadeira seja abençoada e autorizada. A partir daí, começam as “jornadas”. O enredo versa sobre os mais diversos motivos: amor, guerra, religião, história local, etc. Vários personagens formam o grupo – “caboclo” ou “Mateus” e a “dona Deusa” ou “dona do baile” são fundamentais na brincadeira, mas também aparecem o “caboclo” e a “cabocla”, a “cigana”, a “viúva”, o “velho”, a “velha” e o “boi”. Os instrumentos que acompanham o grupo são violão, sanfona, pandeiro, zabumba, triângulo e ganzá.

 

Fonte: CNFCP